Prêmio Euro – Inovação na Saúde

Projetos de médicos que fazem parte do SGHC-FMUSP

 

10-Taga: Um Instrumento Multidimensional Prático e Rápido que Melhora o Atendimento dos Idosos

 

Código EUR010SP
Tema: Outros
Médico responsável: MÁRLON JULIANO ROMERO ALIBERTI
CRM: 117926-SP
Instituição: Faculdade de Medicina da USP

 

Resumo

 

A Avaliação Geriátrica Ampla (AGA) promove uma triagem programada das alterações mais comuns nos idosos. No entanto, tempo e recursos limitados impedem a sua implementação na maioria dos serviços de saúde. Nesse estudo, os autores desenvolveram uma avaliação geriátrica compacta de 10 minutos (ou em inglês, 10-minutes targeted geriatric assessment [10-TaGA]), como uma alternativa prática e rápida para os profissionais de saúde. O desenvolvimento do instrumento contou com 62 médicos de 32 instituições diferentes que representaram as cinco regiões do Brasil. Os especialistas definiram 10 domínios que deveriam compor o instrumento: suporte social, hospitalização recente, ocorrência de quedas, medicamentos em uso, funcionalidade, cognição, autopercepção de saúde, sintomas depressivos, estado nutricional e velocidade de marcha. A validação do instrumento ocorreu em uma coorte prospectiva de idosos com condições agudas e demostrou que a 10-TaGA pode ser aplicada por um único profissional em apenas 10 minutos, apresenta excelente acurácia para identificar pacientes frágeis e forte poder preditivo para desfechos adversos nos idosos. Esse instrumento multidimensional breve e eficiente melhora os cuidados dos idosos nos serviços de saúde.

 

 

Contribuições do Biobanco para Estudos no Envelhecimento para a Compreensão das Demências

 

Código EUR048SP
Tema: Pesquisa
Médico responsável: CLAUDIA KIMIE SUEMOTO
CRM: 100671-SP
Instituição: Faculdade de Medicina da USP

 

Resumo

 

O Biobanco para Estudo no Envelhecimento (BEE) abriga a maior coleção de encéfalos da América Latina. Atualmente 1.200 encéfalos foram avaliados de forma extensiva para a presença de doenças neurodegenerativas e doença cerebrovascular. Nossa coleção se diferencia de outros bancos de encéfalos americanos e europeus pela presença de amostras de indivíduos com cognição normal e indivíduos de diferentes etnias. A maior parte dos bancos de encéfalos internacionais é composta por indivíduos com demência avançada e da raça branca. O BEE tem contribuído de forma efetiva para o maior entendimento das demências no Brasil. Entre nossas descobertas destacamos a alta prevalência de demência vascular em nosso país, que tem forte impacto de saúde pública visto que prevenção de doença cerebrovascular é possível. Além disso, mostramos a neuropatologia associada a indivíduos muito idosos comparados a indivíduos mais jovens, e a importância da escolaridade para diminuição dos sintomas cognitivos. Finalmente, demonstramos que os primeiros depósitos de proteína tau na doença de Alzheimer (DA) parece ocorrer no tronco cerebral, o que poderia explicar a maior prevalência de depressão e distúrbios do sono nas fases assintomáticas da DA.

 

 

Fatores Associados ao Desempenho Cognitivo no Estudo Longitudinal da Saúde do Adulto

 

Código EUR003SP
Tema: Pesquisa
Médico responsável: CLAUDIA KIMIE SUEMOTO
CRM: 100671-SP
Instituição: Faculdade de Medicina da USP

 

Resumo

 

Até o momento, não há cura ou prevenção efetivas para as demências, provavelmente devido a tratamentos prévios terem sido testados em indivíduos idosos com demência clinicamente instalada. Para reverter essa situação é necessário, o maior entendimento da fisiopatologia das demências e a descoberta de novos biomarcadores para o diagnóstico de indivíduos com demência pré-clínica ou em fases iniciais. No estudo ELSA-Brasil foram coletadas informações sociodemográficas, clínicas, de exames laboratoriais, de exames de imagem e avaliação cognitiva de 15105 participantes durante a linha de base do estudo (2008-2010) e em duas avaliações subsequentes (2012-2014 e 2016-2018). A realização de um estudo de coorte prospectivo com avaliações amplas, incluindo avaliação neuropsicológica, com grande número de participantes de meia-idade é inédita na América Latina. O ELSA-Brasil tem contribuído para o melhor entendimento dos fatores associados ao desempenho cognitivo no Brasil. Até o momento, publicamos 13 estudos que avaliaram novos fatores de risco para pior desempenho cognitivo, tais como hipotensão postural, sarcopenia, aterosclerose subclínica e marcadores inflamatórios.

Médico(a), clique aqui e realize seu cadastro para votar agora mesmo!