Casa Ondina Lobo

APRESENTAÇÃO

 

Desde 2008 o serviço de Geriatria da Faculdade de Medicina da USP realiza uma parceria com a instituição de longa permanência de Idosos (ILPI) Ondina Lobo, fornecendo acompanhamento médico geriátrico com consultas de rotina a cada 4 meses para todos os moradores, além das consultas de urgência solicitadas pelo próprio morador ou por algum membro da equipe que identifique alguma necessidade específica. Tal atendimento é realizado 5 vezes por semana pelos residentes ou especializandos do serviço de geriatria, sob supervisão.

 

 

MISSÃO

 

Fornecer a todos os moradores desta instituição filantrópica, atendimento geriátrico de ponta. Realizado sempre por residentes do serviço de Geriatria, sob a supervisão contínua.

 

VISÃO

 

Expandir e disseminar o modelo assistencial realizado pela geriatria nesta instituição, como modelo para as demais instituições do Brasil.

 

 

NOSSA HISTÓRIA

 

A ILPI de Ondina Lobo, começou a tomar forma em 1947 com a proposta de se tornar um refúgio para idosos sem recursos. Seu nome homenageia Ondina Lobo (1885-1942), uma alma bondosa que dedicou sua vida a ajudar os menos favorecidos e cujas sábias palavras mostraram um caminho a seguir. Ondina Lobo costumava dizer, afirmam os fundadores do abrigo, que “ao choro de uma criança, todos socorrem. Já o sorriso de um velho a todos afugenta”.

De lá para cá, com mais de meio século de existência, a “Casa” continua viva, mantendo-se fiel à sua vocação. Atualmente ela abriga e mantém aproximadamente noventa idosos entre homens e mulheres.

 

 

EQUIPE

Dra. Vanessa Silva Morais
Dra. Marina Esteves Kallas
Dra. Flávia Campora
Coordenador: Dr. Wilson Jacob

 

PÚBLICO ALVO

 

Todos os moradores da instituição filantrópica “Casa dos Velhinhos de Ondina Lobo”.

PRODUÇÃO CIENTÍFICA

 

Em março de 2012, foi iniciado estudo de seguimento prospectivo com a realização de avaliação geriátrica ampla de forma sistemática, que será repetida a cada 6 meses e tem previsão de término em 5 anos, sendo então o primeiro estudo se seguimento de idosos institucionalizados do Brasil. Tal estudo tem os seguintes objetivos:
1. Caracterizar o perfil social, de comorbidades, cognição e funcionalidade;
2. Observar mudanças clínicas e de funcionalidade no decorrer do tempo;
3. Avaliar mortalidade em 5 anos de acompanhamento e identificar fatores prévios de pior prognostico; Avaliar a presença de critérios de cuidados paliativos

 

 

DESTAQUES

 

Trabalho em equipe com a presença de dentista, fisioterapeutas, enfermeiros, assistente social e nutricionista.

 

 

CONTATO E LOCALIZAÇÃO

Endereço:

Rua Regina Badra, 471

Santo Amaro, Zona Sul, São Paulo/SP
Telefones: (11) 5686-4322 / 5521-1559 / 5524-4929